15 de jun de 2009

Alma e Conciência, Comparação com a Fisica Quântica e a Psicologia

Alguém já conseguiu lhe definir precisamente o que seja uma alma? pelo menos dizer em que parte do seu cérebro, ou melhor, em que lugar do seu ser ela se localiza(no sentido preciso da palavra)? Eu acredito que não. Foi algo que me veio a cabeça esses dias, pensei muito a respeito e que me deu uma boa dor de cabeça xD. Acho que todos querem entender o porque do titulo e qual suas ligações com o tal assunto. Parece estranho mas são coisas bem parecidas, ou aparentam, vou mostrar porque.


A física quântica existe para explicar fenómenos de base microscopcas, a relação dos átomos e as radiações e outras proporções micro. Psicologia é o estudo da psique humana e de suas interações com o mundo (psique é alma em grego). Levando esses paramentos em consideração, as relações entre eles são muitas em um ponto de vista materialista. Existe uma teoria na física quântica que tenta explicar os fenómenos da conciencia em proporções quânticas, isso levanta perguntas que se fosse possível prova-la ou compreende-la, seria usada para um computador ou sociedade criar conciencia se si e das coisas, explicaria também as interações da subjectividade e definiria melhor o conceito de alma e sua existencia (mas ainda está só na teoria).

Na Psicologia, vemos vários pontos significativos. A conciência não é algo paupavel, não é algo que se possa ver ( no sentido literal da palavra) e muito menos saber sua localização, mas sabe-se que ela existe. E trabalhando nessa conciência que, dependendo da sua abordagem psicologia, se denomina por vários outros nomes como : Apenas comportamentos, Conciênte e Inconciênte, Fenómenos e etc. Trabalhar com algo "abstrato" é inteiramente complexo e muito inigimatico, mas sabemos que está lá, ponto bem parecido com a física quântica. A alma seria nossa essência, nossa ligação com o outro lado da vida( no ponto de vista religioso), seria nosso maior diferencial entre os demais seres.

Acreditar em alma ou não isso não faz parte desse texto, mas pense, você nunca conseguiu explicar sua conciência e a sua subjectividade que é singular, que nunca nascerá ninguém igual a você, no meu ponto de vista não consigo nega-la mas não posso prova-la em parâmetros científicos. E um enorme paradoxo que eu ainda não consigo entender direito, mas de alguma maneira sinto que existe. É complexo mas pense nisso.

Um comentário:

Anônimo disse...

Platão com a filosofia a muitos anos atrás pensou e questionou sobre a Alma. Porque os filósofos não se interessam por coisas passageiras e cotidianas, eles tentam mostrar o que é "eternamente verdadeiro", "admirável" e "bom.
Acredita-se que a alma é algo imortal preso em um recipiente (corpo), porém esse corpo ao passar dos anos vai se deteriorando tornando-se fragíl ao tempo e compartilhando do mesmo destino de todas as outras coisas presentes neste mundo, a morte.
A alma seria a ideia de vida e o nosso diferencial dos outros seres vivos. Aonde a alma é intacta, imutável, eterna, única e a essência da vida. Sem alma seríamos apenas "vegetais" neste mundo passageiro.

AddThis