19 de jun de 2009

Apple e a revolução dos iPod's


Primeiramente queria dá os créditos para um blog que foi de onde eu tirei a idéia, por causa do nome bem sugestivo de seu post: Musica," Atire o primeiro iPod quem não gosta de musica".

Vivendo em era High tech, não podia deixá de citar como os ipods ou generalizando mais um pouco, os aparelhos de música modernos mudaram os hábitos e comportamentos de muita gente. Já que o tema é sobre ipods, vou me focar só neles.

É um aparelho que possui um designe simples mas, com extremas revoluções para o campo eletrônico de aparelhos músicais portáteis. O mais inovador de todos e suas teclas sensíveis ao toque, tela de cristal líquido com uma ótima definição, sistema de processamento bem eficiente e extremamente compácto. Além de tocar musicas, ele armazena fotos que podem ser visualizados no mesmo, visualização de vídeos, armazenamento de arquivos, bloco de notas para armazenamento de trabalhos ou qualquer tipo de anotações que também podem ser vistas na tela.

Em relação a música, é um dos aparelhos mais utilizados mundo á fora, criou tendências, estilos, e até um modo de festa baseado nele chamado batalha de iPods. Consiste em colocar o mesmo em um aparelho adaptado, e tocar o "set list" que está nele, se a galera gostar ele continua tocando , se não , é colocado outro em seu lugar.

Hoje ninguém vive sem música, quase tudo é assimilado por contato visual e sonóro. As pessoas no caminho da escola para casa, ou do trabalho escutam música para se distrair, para pensar na vida, em seus problemas, e atitudes diversas, ou até mesmo um anti stress bem eficiente. Isso também facilitou e estigou ainda mais as pessoas a baixarem músicas da Internet e, bandas se promoverem pela mesma. O mercado musical entrou em um paradoxo, onde as gravadoras estavam entrando em crise, por não conseguirem vender mais CD's como antigamente, e as bandas cada vez mais famosas e conhecidas pelo mundo todo. Se tratando de comunicação e versatilidade, a Apple saiu na frente investindo nessa área, onde as bandas e músicas são disponibilizados em seus site ou no do programa iTunes.

Musicalmente falando, foi uma revolução de proporções gigantescas, que ao mesmo tempo era silênciosa e anónima para a maior parte das pessoas do globo. O modo que ouvimos música hoje é baseado no jeito que a "Apple" levou o seu produto. Claro que não foi só ela, mas a grande parte sim, que também ditou a nova revolução e tendência de celulares como o iPhone, só que ele não entra nessa discussão.

Com grandes inovações, surgem grandes problemas. Estimasse que a maioria da população sofra de problemas auditivos no futuro, pelo uso excessivo de aparelhos musicais. As pessoas também estão cada vez mais viciadas, causando um aumento de falta de atenção e isolamento.
Outro problema vem que nem todos tem acesso a essa tecnologia, e em universidades eles estão em bastante uso, especialmente os iPod's Touch, pelo seu acesso a Internet sem fio.

Na área da música eletrônica os computadores da empresa são utilizados para mixagem, e a maioria deles possuem a tecnologia "touch screem". Shows também são muito comuns aparelhos como esse para ajudar no ajuste e afinação de instrumentos e sons.

A "Apple" revolucionou, isso não resta duvidas, ao meu modo de ver foi uma das revoluções mais consideráveis de nossa época, e uma das mais importantes para uma sociedade globalizada, onde de qualquer lugar do mundo você pode acessar e tomar conhecimento de qualquer tipo de musica, novidade, e tipo de banda que queira.

Resto do Post

Um comentário:

Anônimo disse...

"A arte é o maior estimulante para a vida"
Nietzsche elege a música e seus significados como a afirmação da vida: amor, liberdade, fatalismo e morte.
A música, desde a antiguidade clássica, foi uma forma de expressão do sentimentalismo, da critica e da arte. E atualmente a música com a ajuda da tecnologia tornou-se fundamental na vida do homem. Músicas que compõem a trilha sonora do nosso dia-a-dia, sejam elas emitidas por iPods, celulares, MP7s, MP5s, MP4s, MP3s, walkmans; assim, dinamizando o nosso cotidiano.

Ass: Fenrir

AddThis