16 de ago de 2011

Então é isso?

Bem, hoje eu ouvi uma musica que particularmente acho muito linda, mas a considero triste, por causa da sua serenidade e calmaria. Então me fez querer escrever alguns versos em relação a musica em si. Segue os versos:

Então é isso? Tudo jogado ao vento, tudo deixado de lado

Então é isso? Você se vai sem ao menos dizer o porquê?

Não posso tirar meus olhos de você...Não posso tirar meus olhos de você

Então é isso? Tão curto mas tão marcante, tão brilhante mas tão inconstante

Então é isso?! Você não me deixou alternativas!, Você simplesmente... se foi.

Então é isso... Não posso tirar meus olhos e você, por não pode acreditar que tudo o que era grande para mim era só isso pra você

Um curto verso, para uma curta historia, mas uma longa lembrança... ainda não consigo tirar meus olhos de você...


Bem pra quem quiser ouvir a musica segue a baixo:


12 de ago de 2011

Personalidade

O que define uma personalidade? Bem, eu presumo que seja algo que esteja nas atitudes e jeitos que o individuo leva sua vida, mas será que é apenas isso?

Um comportamento, uma atitude, define de fato um ser?

Observar a vida e os acontecimentos ao nosso redor, nos ajuda a pensar em como cada coisa pode ganhar um rumo distinto, dá vários sentidos e interpretações desse fenômeno que nos distingue e nos engrandece diante dos outros seres vivos.

Nesse enorme e maleável emaranhado de fatos, percebesse que estamos ligados a coisas passadas de geração em geração, algo que também define o que uma personalidade possa ser, chamado cultura.

Vários povos e sociedades , possuem culturas diferentes, logo dando possibilidade a emergir determinados tipos de personalidades que em outras não seria possível. O individuo perpassa todo esse convívio dês de que nasce, portanto ele está sujeito a influência de seu meio que de maneira considerável irar definir como ele será e se comportará diante dessa sociedade. Mas a contra ponto, esse individuo não é um simples instrumento determinado pelo meio , cultura e coisas em que vive, mas sim o como esse tal ser lida com todos esse fenômenos, independente de seu meio. Uma personalidade tem algo há mais dentro de si, que se sobressai das influencias externas, algo que faz ele escolher e decidir sobre aquilo, ou simplesmente modificar a cultura e a sociedade atual. E cada ser expressa essa personalidade de uma forma única.

Assim sendo, e não se perdendo em pensamento, expressarei uma personalidade, um pouco do ser que é definido, julgado, tachado, normatizado, que possui um papel na sociedade, que a modifica, que acima de tudo, é um ser individual e de características únicas.

-Expressão-

Sabe aquela gota no pico da montanha, que cai em direção ao infinito se comparado ao seu tamanho, sem saber que vai se chocar com a terra em algum momento de sua ínfima existência? Bem, esse sou eu rumo ao choque e desmantelar da morte, onde me é a única certeza.
Todas essa palavras, todas essas crianças que sonham em ser alguém, baseadas no sentimento que outros homens lhe passaram no decorrer de sua criação, bem, sou eu também.

Contra minha cabeça e os outros eu tento ser aquilo que quis ser, quando você é uma dessas crianças, sentindo o amargo e quase que intrínseco gosto do julgamento da sociedade, até se enquadrar no que já está ali, de forma conversadora. Paradoxalmente ela também te incentiva a viver esse sonho.

-Emoção-

Nós estamos tão distantes, mas em te sentir, em belas canções, que levantam o sentimento que existe em mim de prosseguir. Subjetividade nem sempre é tão fácil de dissolver, se for vista com os olhos de um outro alguém, mas eu nunca quis, pelo menos agora, fazer com que entendesse o que digo, apenas quis passar para palavras, aquilo que tento faze você sentir também. A canção me guia até o rumo que acredito esteja próximo de deus, a musica é o meu conforto, minha infinita interpretação, meu lar existente fora de meus domínios.

- Lógica-

Regido por comportamentos, e formado por conhecimentos e influencias culturais de âmbito global. Possui pitadas de contra cultura, e valores undergrounds que tiveram atenção nos anos 60. Influenciado por aqueles que foram influenciados por esses anos. Psicologia, internet, cyber cultura, Tecnologia, pitadas de religião e filosofia, Descartes.

-Simplicidade-

Gosto das coisas diferentes, viver sentindo algum tipo de emoção, nem que seja tristeza. Incomodado com o mesmo de sempre, e gosto de sons mais agressivos que assustam os mais velhos. Ah podemos ser amigos?

Não se pode dizer tudo a partir das palavras escritas em um papel, mas um pouco que se pode, pode mostrar quem está atrás das letras e frases, que lhe foram pegas em um momento qualquer e quis coloca-las aqui. Isso tudo é um pouco do que uma personalidade tenta mostrar, ou simplesmente o que é dentro de si mesma.

4 de ago de 2011

Voltando.. Fase da crise dos 3 anos

Voltando depois de dois longos e proveitosos meses de férias, acabando de retornar as aulas, que por sinal é o motivo desse post, então segue o texto:

Conversei com uma amiga na faculdade, discutindo algo relacionado sobre uma tal de crise dos 20 anos que ela estava naquele momento passando. Se sentia triste, por que se imaginava ( quando era mais nova ) ter pelo menos um emprego, algum tipo de independência e ser “adulta”. Claro que tudo isso tinha um ponto mais em tom de descontração do que de uma realidade de fato, mas como todos nós sabemos, níveis de brincadeiras sempre querem dizer um pouco de verdade, e de fato, trazia uma. Engraçado por que eu também senti isso quando completei meus 20 anos, a quase 1 ano atrás xD( nossa como o tempo passa rápido), ela esperava ter algo durante esse período e no caso não conseguiu nada em meio esse tempo, nada no sentido do que ela realmente pensava em ter quando era mais nova, e eu também passei por isso. Acredito que muitas pessoas passam também, outros amigos meus também passaram, mas o interessante não é essa crise que me instigou a criar o post como o próprio nome já diz, mas sim a tal crise dos 3 anos.

Aproveitando o contexto, essa crise implicou em me questionar se é realmente esse o caminho que desejo pra minha vida, a repensar todas as minhas ações que eu tinha como certas e seguras, e ver até que ponto tudo isso vale a pena. Sim penso em sair da psicologia.

Relação com escolha errada, acho que não cabe com esse motivo, mas sim uma crise, um momento que me peguei pensando e vi, será que é realmente isso?

Levei tempo pra entender, se de fato, era isso mesmo que estava acontecendo, e sim, está. Pensar na satisfação, tempo investido, e outras coisas de mesma relevância é algo que está em constância durante esse tempo. Gosto da minha escolha enquanto atitude, que foi o que eu realmente quis naquele determinado momento da minha vida, não me arrependi, e não me castigo por isso. Estudar, pelo menos agora, esta me parecendo meio insuficiente, tem que ter algo a mais, não só de ideais vive um homem. Em um momento assim, você se sente confuso, perdido, e pensa que passou muito tempo em uma coisa que aparentemente não fez você chegar a lugar algum, no sentido prático da palavra. Isso me angustia.

Tive uma conversa muito importante com uma pessoa que realmente me disse coisas bastante significativas, que por sinal não poupou e nem amaciou a realidade para mim, e de fato, foi o melhor, apesar dela não me assustar tanto. Foram palavras bem ditas, e que serão pensadas com muito cuidado e atenção .

A solução meia que imediata que consegui ter é: estude mais, faça outra coisa para ver se desperta algum interesse, volte a fazer seus cursos. Ou seja, estude muito.

A outra coisa seria o ramo da fotografia, que me desperta um interesse inicial muito grande, mas ainda é cedo, muito cedo alias para definir alguma coisa.

Não sei se haverão muitos textos daqui por diante, mas não fechará , simplesmente diminuirão. Comentei até aqui em um post que explica algo relacionado a isso, caso se interessem em saber é só lê (Planos para o futuro a curto prazo.).
O post ficou longo, mas é que precisava escrever isso, tentei resumir o maximo que pude, e é isso.

See ya

AddThis