7 de jun de 2010

Sk8 simplismente


Quem acompanha esse blog, não sei se dês dos primórdios devem lembrar que fiz um post falando sobre meu começo no esporte radical, que alias foi um dos primeiros post que fiz bem curtinho e com poucas coisas em especial que pode ser conferido clicando aqui.

Bem, já se foi 1 ano de skate. Aprendi, conheci, cai xD, e vi muitas coisas durante esse tempo, onde muitas perguntas foram feitas, sensações foram postas à prova e até mesmo o vigor para continuar com esse propósito. Aprendi muitas manobras, mas não tantas como achei que iria, alias, o skate ocupava uma parcela pequena do meu tempo, já que eu sou dedicado a outras coisas que ocupam muito mais tempo e atenção da minha pessoa. O interessante de tudo isso, que não são as manobras que fazem o skate ser muito prazeroso, apesar de fazer parte também, mas sim os momentos vividos, os encontros com os amigos, os locais que foram visitados e as voltas para casa. Skate é muito mais do que um carrinho, que um tênis legal, manobras bem mandadas e garotas apreciando, skate é ideologia no mais profundo da palavra. Sentimento de nobreza, de está com aqueles que são importantes pra você, compartilhar experiências, ajudar alguém que está começando, incentivar aquele que no momento está pra baixo, e compartilhar o seu skate com aquele amigo que tem muita vontade de andar, mas só falta um empurrãozinho. Saber que você ajudou muitos a seguirem esse caminho, onde o sorriso de uma criança que não tem nenhuma oportunidade de vida, se apresenta da forma mais profunda de esperança e conforto, onde todos são tratados como iguais. Você pode não conhecer um skatetista, mas eles sempre vão se comunicar com você, te ajudar em alguma manobra não muito bem sucedida e, até quem sabe, começar uma amizade.

Muitas pistas visitei, muitas pessoas vi e conheci, e a sensação que me passa é: Skate é mais do que manobras, skate é desvendar a cidade e ver a faceta de cada um desses rostos anônimos, skate é descoberta, skate é companheirismo, skate é vida. Para um universitário da área de psicologia, eu digo que, o skate não vai sair da minha vida tão cedo, mesmo eu não podendo andar o tanto que eu queira, mas no fim do dia, sempre sobra um momento que você possa apreciar e senti o poder que essas rodas e esse pedaço de madeira possam passar.

Para sempre, e até quando eu puder, skate no coração e nos pés.

3 comentários:

DENISE disse...

Neniiiis,mano vc tem muito talento, eu tenho muito muito orgulho de vc,sério mesmo *-*Parabéns por tudo que vc escreve, e que vc tenha cada vez mais criatividade pra fazer esses posts \o/Lhe amo muito meu amigo <3

Deryck.iaman! \O/ disse...

T.T kraa! isso foi profundo, gostei muito desse post kraaa! tu espreçou tuudo em que um verdadeiro skatista pensa sobre esses carrinhos, muuito bom mesmo kra, parabéns aew pelo post ee os post's néh hehe'

Abração kra' O/

Emerson disse...

vlw cara =D eu falei oq sentia sobre, brigado pela visita

AddThis