12 de mar de 2010

... Just 不語(me), momento de furia

Post meio terapêutico pra mim, vou apenas fazer uma catarze nele (...se é que se escreve assim).

Olho para você e sinto um abismo enorme entre nois, meu afeto e sublime e puro, mas muita coisa nos separam. Conflito de gerações?, ah sei la pode até ser, só que... ah nem eu mais sei ao certo. Sinto raiva, muita raiva, assim me ponho a pensar.

O que nos define, geralmente são nossas visões de vida, como também a nossa foice, que nos separa das pessoas ditas "diferentes" de nós. Sem comunicação produtiva, não se vai a lugar nenhum, e ainda se o sistema familiar for fechado. Me perdoe, fui criado para ser fechado, não me pesa para ser aberto da noite pro dia se durante anos nunca precisei me abri com alguém.

Querer até quero, criei consciencia que isso é necessário, melhora a alma, mas como posso se você não participa do meu mundo?; não o conhece, não procura entender, e não sente um minimo de interesse por ele? O abismo cresce.

Você diz que minhas atitudes são revoltadas, como diz a psicologia, estou simplismente chamando a atenção que preciso de você, que se não for você para me dár força ou pelo menos compreender, com quem vou contar? Diz ser meu amigo, mas apenas diz pelo simples fato de os pais dizerem isso. Não muda, continua estático no tempo, fechado em seu próprio mundo, enquanto eu continuo andando sozinho em decisões tomadas com esforço. Cadê o momento do amigo? o momento da conversa, o momento da compreensão? o momento de se sentir entendido? Deus não vai ajudar em nada se você não o fizer.

Egocêntrico? critico? exagerado? pode até ser que sim; injusto? depende do ponto de vista. E apenas o momento de raiva, que você não pensa, apenas sente, independente de valores, de regras, e de como as coisas devem ser, apenas uma indignação que parte do seu momento de raiva, que ao expressa-lo, mesmo que não seja da forma que agrade alguém, é legitimo. Limpar a alma liberando seus demonios, faz você seguir em frente , e então, pensar no que realmente você deve fazer ou ser.

Resto do Post

Nenhum comentário:

AddThis