12 de jul de 2009

Coisas nas quais não consiguo fugir

Demorei mas voltei ;D! Sabe como é, ferias eu fico meio desligado.

Estava eu matando minha ansia de andar de sk8, quando cheguei no cond. para conversar com um amigo meu. Falamos sobre inúmeras coisas até comentar-mos sobre o capitalismo, que não conseguimos viver ou sair dele. Após alta descontracção, eu não conseguir para de pensar naquilo. Comecei a notar que existem muitas coisas nas quais não conseguimos fugir, por mais que tenhamos vontade e determinação para isso.

Já que comecei com o capitalismo, vou falar um pouco sobre ele. Tudo que nós temos e tudo que teremos vem do dinheiro( isso é obivio e fato). Mas quando somos mais novos (ta não sou tão velho assim) pensamos em coisas nobres, revolucionarias e ousadas digamos assim. Com o tempo percebemos que não é muito fácil lutar contra isso, até porque hoje em dia tudo é em escala global. O consumo nos faz tão bem , que a lei de não se acomodar e sempre seguir adiante não se aplica a ele. Estamos acomodados a comprar e a consumir mesmo que seja ecologicamente correto. Mulheres fazem compras para não ficarem deprimidas, homens fazem compras para alcançar um sonhos de consumo (pelo menos ao meu vê) e enumeras outras coisas.

Não podemos também, fugir do erro. Não conseguimos não errar. O Erro e tão marcante e incomodo para o ser humano que sempre buscamos nós aperfeiçoar para não errar mais, ou pelo menos erra menos. Nas relações pessoais isso é tão marcante, que você faz uma coisa achando que ta fazendo certo, mas para uma pessoa você está errado e para outra não. Tirei a conclusão que erro é relativo, opinativo, não é abstrato, e é concreto a todos, entrei em outra conclusão, Certo e Errado existem também, não de maneira individual, mas de maneira universal, só está perdido no emaranhado de informações e modos de ser.

Outra coisa, que até ouvi um amigo meu falar é sobre amigos. "Temos necessidade de confiar em alguém", isso também mexeu comigo. Confiar, ter confiança... é realmente todos nos esperamos confiar em alguém, para diminuir o nosso fardo do dia dia, não ter com quem confiar é andar em um mar de espinhos sem piedade. Mas seria apenas isso? para alguns sim, para mim não. Já escrevi sobre amizade e explica um pouco do que eu acho. Mas não podemos fugir disso.

Não conseguimos fugir de contar algo para alguém. Parece que carregar a maioria das coisas não é realmente possível. Sempre em algum momento você irar falar algum problema seu para alguém, não adianta nem fugir, quanto mais tempo você demorar para fazê-lo mas ele lhe fará mal (eu o que o diga).

Viver em sociedade e ver os problemas do mundo muitas vezes de modo passivo e individualista. E impossível fugir também. Querendo ou não, somos todos individualistas, uns mais e outros menos, mesmo sabendo que o altruísmo é necessário para uma vida plena isso volta ao ciclo do capitalismo.

Olhando para tudo isso penso que muitas vezes a nossa autonomia, nosso ego de achar que podemos tudo sem a ajuda de ninguém, que podemos fazer o que queremos a hora que queremos se resume a nada, quando colocamos tantas coisas que estão a mercê da cultura e nossas necessidades. Penso é determinado por uma serie de acontecimentos e sistemas, isso me deixa triste as vezes, mas também notei que analisando profundamente tudo isso, existem duas coisas: Você tem escolhas, você decide para onde ir. Na minha visão essa é a excelência da liberdade em meio a tantas coisas determinadas. O mundo é meio um e outro, não sei como, mas é.

Nenhum comentário:

AddThis